Sua Carreira


Assumir o controle da própria carreira e gerenciar transições internas ou externas à organização são hoje itens essenciais para o desenvolvimento dos líderes de negócio ou função. Sem planejar, explorar alternativas e fazer a preparação adequada para mudanças, tornam-se reativos a oportunidades ocasionais. Ficam, assim, expostos a ambientes desalinhados a seus valores – o que é, para uma quantidade considerável de executivos, o principal motivo de insatisfação pessoal.

O desenvolvimento de competências de transição, inteligência emocional e mindfulness propiciados pelo career coaching, ajudam no gerenciamento dessas mudanças e na melhora de performance, possibilitando ao líder orientar sua carreira em direção à realização pessoal, profissional e financeira.



Carreira

O conceito de carreira mudou drasticamente nos últimos anos. A carreira hoje é muito mais uma expressão de como o executivo ou a executiva deseja ser reconhecido, e diz mais respeito a um processo contínuo de aprimoramento e adaptação a novas realidades do que a progressões lineares.

Desde que operações de fusões, aquisições e downsizing tornaram-se regras no mercado, o desenvolvimento profissional dentro de uma única empresa cedeu espaço para projetos de curto prazo. Com as empresas de tecnologia ocupando cada vez maiores espaços no mercado de trabalho, as possibilidades de evolução de carreira multiplicaram significativamente. Atualmente, um líder troca de posição, em média, a cada 16 meses e muda de organização cerca de 9 vezes em sua vida profissional. A tendência é de transições mais rápidas e frequentes.

Uma carreira bem-sucedida passou a ser resultado de trajetórias bem-sucedidas – competências de transição e adaptação, além de eficácia na performance em uma nova posição, tornaram-se críticas.

O êxito em uma transição, contudo, não diz respeito somente a evitar fracassos.

À medida que o executivo atinge posições mais elevadas, as competências para o sucesso mudam significantemente. Em posições de diretoria e C-level, competências relacionadas a inteligência emocional e mindfulness como habilidade para negociar com o conselho de administração e análise minuciosa do ambiente social e cultural da organização, podem ser mais importantes do que orientação para resultados e capacidade de liderança.

A carreira se desenvolve, portanto, a partir do aperfeiçoamento pessoal, na medida em que o líder consegue dar significado para sua trajetória profissional, através de desafios, propósito, realizações e reconhecimento.

Career Coaching

Atualmente, uma carreira de sucesso é fruto, fundamentalmente, de transições bem-sucedidas. O coaching tem impactos significativos no controle dessas mudanças, na orientação para resultados e no aprimoramento da inteligência emocional, item essencial para a boa performance do líder, especialmente em posições de diretoria e C-level.

Como os competências de inteligência emocional e mindfulness podem ser aprendidas e aperfeiçoadas, o coaching fornece estruturas para que os executivos e executivas explorem alternativas para suas carreiras, avaliem os riscos das transições e façam escolhas alinhadas aos seus valores e preferências, evitando insatisfações pessoais e profissionais.

• Modelo Mental

A avaliação do modelo mental, buscando através de mindfulness a conscientização das competências sociais, emocionais e culturais, é um primeiro passo importante. Essa etapa é particularmente crítica para compreender as preferências do líder e determinar caminhos que estejam alinhados a seus valores. Paralelamente, é crucial elaborar uma estratégia de levantamento de dados – más escolhas de carreira e contratempos são, frequentemente, consequências de falta de informações básicas sobre empresas e seus líderes.

• Desenvolver Alternativas

Criar e explorar alternativas é outro componente essencial do executive coaching. Nessa segunda etapa, busca-se imaginar e examinar as opções de carreira, avaliando os impactos de cada alternativa sob a ótica pessoal, profissional e familiar. Alinhar os objetivos profissionais do cliente com seus valores e suas prioridades é, possivelmente, o ponto mais crítico na definição do caminho a seguir, além de fundamental para evitar a alta carga de stress gerado por dissonâncias e por insatisfações pessoais.

• Implementação

Na etapa final são elaboradas as estratégias de ação e execução do planejamento. Explora-se as oportunidades para a evolução da carreira, tendo em vista os impactos das transições na vida do executivo e de sua família, e busca-se a conscientização dos pontos fortes e das limitações do cliente. Nesta fase, o desenvolvimento de competências de transição e adaptação são fundamentais, especialmente quando a mudança pode ser para uma posição diferente e, possivelmente, para outra empresa.

Orientado pelos princípios do Programa de Certificação de Coaching da Universidade de Columbia, nossa solução de coaching é baseada em elevados padrões de conduta ética, concentra-se na agenda do cliente, desenvolve compromisso por meio de envolvimento, e busca conquistar o direito e a confiança através de feedbacks transparentes.